sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Governador Tarso Genro cumpre agenda em Sananduva

O governador Tarso Genro realizou na terça-feira (04), no município de Sananduva, a entrega do Termo de Posse de Terra para agricultores do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). O ato fez parte da Semana de Interiorização – Prestação de Contas, cujo tema foi Desenvolvimento Rural e o Cooperativismo, considerando que o município é essencialmente agrícola, com destaque para a produção de soja, milho, trigo e feijão como as principais atividades econômicas.

O ato de assentamento de 25 famílias nos 332 hectares desapropriados da Granja Santa Luzia, na localidade de Três Pinheiros, foi possível por meio do investimento de R$ 6,2 milhões. Os recursos são da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), por intermédio do Fundo de Terra do Estado (Funterra). Conforme o titular da SDR, Ivar Pavan, esta é a realização de um processo construído em conjunto entre o antigo dono das terras, Estado e assentados. Para Tarso, quando há um governo a favor da reforma agrária, que é o caso do nosso, a melhor arma é o diálogo, a negociação, o trabalho comum, o respeito aos direitos estabelecidos pela Constituição.

O governador também esteve na construção da nova unidade da Cotrisana e participou da entrega de viaturas para a Polícia Civil e Brigada Militar. O chefe do Executivo Municipal, Antonio Roberto Caldato, e o vice-prefeito Leomar José Foscarini, acompanharam o governador em todos os compromissos e visitas em Sananduva.

 

Papai Noel chegará de jipe em Tapejara, neste domingo

As preparações para o Melhor Natal de Sua Vida 2012 de Tapejara começaram no início de novembro. Desde então, luzes foram colocadas nas árvores principalmente na Praça Central e foram montados o presépio e o palco em que será realizado os shows. O acendimento das luzes da decoração da praça será na abertura, juntamente com um show de fogos e a chegada do Papai Noel com o grupo de jipeiros, que está marcado para o domingo, dia 9. Confira a programação completa do natal.

Dia 09/12/12
às 21 horas

Chegada do Papai Noel de jipe

Fogos de artifício e show com a Banda Céu & Cantos

Praça Sílvio Ughini

Dia 18/12/12
às 22 horas

Sorteio da promoção Peça Nota Tchê

Show com Coração Gaúcho

Dia 19/12/12
às 22horas

Show com Identidade (pop/rock) lançamento do CD Minha Maldade (primeiro ato)

Dia 20/12/12 às 22 horas

Show com Os Atuais

Dia 21/12/12 às 22 horas

12ª Dezember Fest com a banda Munique

Promoção: Boêmios

Dia 23/12/12
às 21 horas

Entrega da premiação da promoção Peça Nota Tchê

Show com Galera Coração e Cheiro de Paixão

Local: Praça Lucélia Poletto

Horário especial dos supermercados

De 18 a 21 de dezembro os supermercados estarão abertos até às 20h

Horário especial do comércio

Nos sábados de dezembro atendimento até às 16h30

De 18 a 21 atendimento até às 20h.

Domingo, 23 de dezembro, atendimento das 18 às 22h.

24 de dezembro atendimento até às 16h.

O que diz a Bíblia sobre curas

 
 
Jesus nos deixou vários ensinamentos sobre tais práticas que vemos atualmente, em um mundo corrompido pela necessidade de receber uma "cirurgia espiritual", ou uma cura , a qualquer custo, mesmo que isso mais tarde venha a ter consequência para a vida da pessoa, vejamos o que a Bíblia nos ensina sobre isso:

O próprio Jesus disse que muitos lhe diriam: "Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome e não expulsamos demônios em teu nome, e não fizemos muitas obras poderosas em teu nome?" E qual foi a resposta de Jesus? "Afastei-vos de mim, vós obreiros do que é contra a lei." Jesus não negou que se realizariam obras poderosas. Mas estas não seriam realizadas por sua autoridade, ‘em seu nome’. Seriam realizadas por algum outro poder; portanto, seriam contra a lei. — Mat. 7:21-23.

Isto é bem provável, especialmente quando consideramos as conexões de alguns curandeiros de fé com o espiritismo e o ocultismo. E é bem significativo que a Bíblia adverte a respeito de tais práticas: "Não se deve achar em ti alguém . . . que empregue adivinhação, algum praticante de magia ou quem procure presságios, ou um feiticeiro, ou alguém que prenda outros com encantamento, ou alguém que vá consultar um médium espírita, ou um prognosticador profissional de eventos, ou alguém que consulte os mortos." — Deut. 18:10, 11.

Quanto às curas realizadas por Jesus, não havia nenhuma "cirurgia psíquica" nem ‘recebimento do espírito’. Tampouco dava ele sermões emocionais antes de suas curas. O que fazia amiúde era bem informal. Tocava o doente, ou este talvez o tocasse, ou às vezes só falava com os enfermos. E eles ficaram curados. — Mat. 8:14, 15; Luc. 8:43-48; 17:12-19.
Tiremos nossas conclusões baseadas na Palavra de Deus.

Por isso a 2ª IEQ de Tapejara, estará realizando uma grande cruzada de milagres, de 09 á 12 de dezembro às 20 horas, para exercer a autoridade de Deus e em nome de Jesus os milagres vão acontecer. Traga os doentes enfermos, pessoas depressivas que choram, tristes, problemas financeiros, e veja o que Deus vai fazer em sua vida. Deus tem a resposta para você!!

Pr. Celso Martins

Assinatura de convênio garante R$ 300 mil para o Hospital Santo Antônio

Na quarta-feira (28), com a presença do secretário de Saúde do Estado, Ciro Simoni, o deputado estadual Gilmar Sossella esteve presente com o presidente do Hospital Santo Antônio de Tapejara, Sirinei Panizzon na assinatura de mais um convênio, no valor de R$ 300 mil, para aquisição de aparelho de raio-x e arco cirúrgico.

Estes equipamentos irão viabilizar a estrutura necessária para implantar em Tapejara a especialidade de traumatologia e atender toda a microrregião. A proposta deste convênio foi apresentada em abril deste ano e decidida em reunião com o secretário de Saúde Ciro Simoni, em conjunto com os demais hospitais microrregionais, numa articulação do deputado Gilmar Sossella que acompanhou, juntamente com a equipe do seu gabinte, toda a evolução do processo até a sua assinatura.

"A política de descentralização dos recursos que a Secretaria vem implementando viabiliza e qualifica nossos hospitais e facilita o acesso aos serviços de atendimento de saúde da população. Parabéns à Tapejara e ao hospital Santo Antônio por mais esta conquista. Juntos avançaremos ainda mais", afirmou Sossella.

Para o presidente do Hospital Santo Antônio, o convênio, assim que liberado irá representar mais um grande passo para a ampliação do atendimento. "Vamos poder realizar procedimentos que hoje só são efetuados em Passo Fundo. Com isso passaremos a atender cada vez mais pacientes dos municípios vizinhos caminhando para tornar o município um polo na área da saúde", disse.

O administrador do HSA, Ildo Costella, também comemorou a assinatura do convênio. "Viemos lutando e solicitando recursos incansavelmente para melhorar ainda mais o atendimento", disse.

Também participaram do ato de assinatura do convênio o secretário adjunto da Saúde, Elemar Sand, e o coordenador da 6° Coordenadoria Regional de Saúde do Estado, Luiz Fabrício Scheis.

Tapejara possui novos Conselheiros Tutelares

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente- (COMDICAT) tornou público, através da resolução nº008/2012, o nome dos cinco novos conselheiros tutelares eleitos na última terça-feira, dia 27, para representar o município de Tapejara no triênio: 2012-2015.

Com 578 votos se elegeu Adriana da Rosa, com 537, Rafael Spagnol, com 487, Itamar dos Santos, com 480 se elegeu Juceli Melara e com 431 votos Pedro Ramos. Os suplentes ficaram Roberto Stein com 398 votos, Priscila Comiran com 383, Andréia dos Reis com 380, Rosangela A. Figueiredo com 364 e Silvana Zotti com 358.

A eleição contou com a participação de 15 candidatos escolhidos diretamente pela comunidade. O Conselho Tutelar é um órgão público, autônomo permanente e tem a missão de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente. Foi realizado pelo COMDICAT, Prefeitura Municipal de Tapejara e Fiscalização Ministério Público – Tapejara – RS.

Prefeitura enfrenta crise financeira por falta de repasses governamentais

O prefeito de Tapejara, Seger Luiz Menegaz, está preocupado com a queda na receita estimada do município para este ano. Um relatório aponta que até o momento foi deixado de ser repassado aos cofres públicos do município o valor de R$ 1.046.619,00 pelo governo federal através do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e outro de R$ 119.475,00 de ICMS pelo estado do Rio Grande do Sul. Isso, de acordo com o prefeito, significa que quase R$ 1,2 milhões deixou de ser arrecadado o que acarretou na necessidade de medidas urgentes para redução de gastos. Entre as medidas adotadas estão: a adoção de turno único nas secretarias de Obras, Agricultura e Meio Ambiente, Habitação e Assistência Social e cancelamento de Funções Gratificadas, além de cortes em despesas em geral.

Entre os motivos para a dificuldade financeira a qual provoca a suspensão dos repasses estão a isenção de IPI concedida pela União para a compra de automóveis e a retração da atividade econômica no RS. "Estamos fazendo de tudo para que a redução destes repasses não venha a afetar qualquer atendimento, os quais estão sendo mantidos pela prefeitura, porém, ainda temos grande preocupação. Estas reduções começaram a partir do segundo semestre quando todo o orçamento do município já estava definido. Não gastamos um centavo a mais do que estava programado, pelo contrário, e agora estamos fazendo o possível para fechar as contas. E isso está acontecendo com 80% dos municípios brasileiros. Precisamos da reposição do governo federal, do pagamento daquilo que nos é devido", destacou. Menegaz salientou que há a possibilidade de o governo do estado realizar a antecipação de parte do ICMS de janeiro o que irá contribuir, mas cujo valor não é elevado e que, por isso, ainda há a necessidade da reposição do FPM.



Distribuição dos royalties do petróleo

Outro assunto que também ocupava a pauta dos debates, no dia da entrevista (27 de novembro) e que poderia beneficiar os municípios favorecendo no aumento das receitas é o projeto de lei que estava sendo analisado pela presidenta Dilma Roussef da distribuição dos royalties do petróleo. De acordo com Menegaz se isso acontecesse da forma como ele foi aprovado pelos deputados, Tapejara passaria de R$ 120 mil que receberia este ano para em torno de R$ 600 mil de repasse da União, com a expectativa de que este valor aumente ano a ano, conforme aumente a exploração de pre-sal.



Presidente vetou a mudança

O Diário Oficial da União (DOU) publicou na terça-feira (4) a medida provisória de número 592 que estabelece as mudanças anunciadas pelo governo na divisão dos royalties do petróleo.

Na sexta-feira (30), a presidente Dilma Rousseff vetou a mudança na distribuição dos royalties que havia sido aprovada pelo Congresso Nacional para manter a atual distribuição dos recursos das áreas já licitadas, atendendo reivindicação dos Estados produtores.

A medida provisória confirma o aumento dos percentuais de royalties e participações especiais (pagos em campos de alta produtividade) para Estados e municípios não produtores em novos contratos, conforme aprovou o Congresso.

A MP indica que recursos dos royalties serão destinados à educação, conforme anunciado na sexta-feira.

Pela medida publicada, os Estados produtores, que recebem 26,25 por cento de royalties pelas regras atuais, receberão 20 por cento em novos contratos.

Municípios produtores, que atualmente recebem 26,25 por cento, receberão 15 por cento em novos contratos. Percentual que deverá ser reduzido gradativamente até 4 por cento em 2020.

Já municípios afetados pelas operações de embarque e desembarque de hidrocarbonetos receberão 3 por cento entre 2013 e 2016, e a partir daí 2 por cento.

O Fundo Especial, a ser distribuído entre Estados e o Distrito Federal (não produtores), passa a ter 21 por cento em 2013, sendo elevado gradativamente até chegar a fatia de 27 por cento. Pela regras anteriores, Estados não produtores recebem 1,75 por cento.

O Fundo Especial, a ser distribuído entre municípios (não produtores), também passa a ter 21 por cento a partir de 2013, sendo elevado gradativamente até chegar a fatia de 27 por cento. Pela regras anteriores, municípios não produtores recebem 7 por cento.

O percentual dos royalties da União cairá para 20 por cento a partir de 2013.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A busca pelas cirurgias espirituais

 
De repente uma doença sem cura ou sintomas que os médicos não conseguem explicar. Tratamentos convencionais sem resultados. O desespero é tamanho que todas as possibilidades de cura são adotadas. O diagnóstico certo, o tratamento rápido, sem custo e, na maioria das vezes sem cortes, surge como um "milagre". Centenas de pessoas de Tapejara e região têm recorrido ao método através do médium Marlon Santos, que atende aos sábados em Cachoeira do Sul. Cerca de oito ônibus lotados saem, nos finais de tardes de sextas-feiras, levando pessoas obstinadas pela cura. O local vira um pronto-socorro movimentado. Ninguém sabe explicar ainda o que acontece. O certo é que raramente alguém que esteja desenganado pela medicina tradicional, depois de passar por esta enfermaria, vai embora sem pelo menos uma esperança de cura.

O médium, que também atua na área política onde exerce o cargo de deputado Estadual pelo PDT, atende até 4 mil pessoas, num barracão improvisado. O ritual inicia com uma palestra, onde as pessoas recebem orientações práticas e são convidadas a se concentrarem na cura individual. Em seguida, são organizadas filas por ordem de chegada, priorizando aqueles que vão de ônibus. Rapidamente as pessoas passam pelo médium Marlon, que pega no pulso e olha nos olhos de cada um enquanto ouve a queixa do "paciente". Alguns recebem a informação de que já foram curados durante a palestra; outros são encaminhados aos médiuns assistentes que os colocam em macas ou cadeiras a ali procedem com os rituais de cura; em outros é realizada uma cirurgia (com corte) no local de atendimento; e ainda há aqueles que são informados sobre o dia e a hora em que serão operados em casa. Para isso devem obedecer um cronograma.

O empresário Luis César Oliboni sentia fortes dores nos pés, que se acentuavam à noite. Procurou por atendimento médico, mas não obteve nenhum diagnóstico. Foi então que resolveu agendar uma viagem para Cachoeira do Sul. "Além da busca da cura fui também para incentivar meu pai, que tem problemas de saúde. Confesso que também queria ver para crer", disse. Na consulta espiritual, Oliboni foi informado que seria operado dentro de dois dias. Para isso precisava vestir roupas brancas e se deitar às 21h40 sobre lençóis claros. Também teria que manter uma dieta durante três dias, com restrição a alimentos escuros ou gordurosos. "Fiz tudo que mandaram, mas não resisti aos três dias de cuidados alimentares", conta. As dores diminuíram, mas ele não acredita que tenha sido curado. Seu pai também não recebeu a cura.
No mesmo dia em que recebeu um diagnóstico de cirurgia na medicina convencional, o pedreiro Duílio Carminatti procurou o atendimento espiritual. "Me preparei para este momento. Não fui somente com o objetivo de receber a cura de uma hérnia, mas também para um resgate da fé. Orei, pedi e agradeci. Por isso acredito que fui curado", disse.

Duílio conta que recebeu atendimento de um médium assistente de Marlon. Durante os três dias seguintes à consulta ele tomou todos os cuidados sugeridos com alimentação e repouso. "No dia seguinte ao atendimento senti dores no corpo, como se tivesse realmente passado por uma cirurgia hospitalar", frisou.

O pedreiro voltará ao médium no prazo de 30 dias, conforme recomendado. "Meu problema de saúde foi resolvido, mas sobretudo passei por uma cura da mente", frisou.

A medicina e a fé
A fé pode ajudar a curar doenças? Os dados científicos disponíveis -que não são muito numerosos nem estão isentos de controvérsia- sugerem que a resposta é um "sim". A crença parece ser capaz de promover o bem-estar do paciente e ajudá-lo a enfrentar com mais sucesso uma enfermidade, mas efeitos miraculosos difíceis de provar.

O médico Demétrio Valdívia é enfático ao afirmar que não existe cura do corpo, sem cura da alma. "Entre os povos vimos que os orientais trabalham ou exercem a espiritualidade muito mais que os ocidentais. No ocidente a materialidade venceu a espiritualidade e isso faz com que as pessoas fiquem mais doentes. Precisamos dar atenção à nossa espiritualidade", disse.

Porém, ele deixa claro que não concorda com a prática das cirurgias espirituais aplicadas pelos médiuns. "Isso a medicina classifica como charlatanismo", frisa. Diz ainda que uma pessoa que não cursou a faculdade de medicina não pode operar um paciente ou dar diagnóstico. Ele atribui a busca desenfreada por este tipo de tratamento à carência das pessoas, que precisam de um direcionamento de fé. "Este trabalho passa a ser uma autossugestão". O médico concorda que muitas vezes as pessoas estão doentes da alma e desenvolvem sintomas diversos. "Aí muitas vezes surgem pessoas com um desenvolvimento espiritual mais avançado que se beneficiam disso para persuadir os outros", explica. Demétrio diz que não tem conhecimento de nenhum paciente seu que tenha procurado a cirurgia espiritual e retornado curado.

A reportagem do Novo Tempo entrou em contato com a assessoria do médium Marlon Santos a fim de realizar uma entrevista; as perguntas foram enviadas por e-mail mas até o fechamento da edição não obtivemos resposta.

Manifestantes bloqueiam rodovia para chamar atenção de autoridades

Estudantes e empresários tapejarenses bloquearam a RS 463, estrada que liga Tapejara à Coxilha e é uma das principais rodovias do nordeste do Rio Grande do Sul, no final da tarde de sexta-feira (14). O bloqueio aconteceu próximo ao trevo com a RS 135, e foi organizado por estudantes universitários representados pela Autape (Associação dos Universitários Tapejarenses) e por empresários representados pela Acisat (Associação Comercial Industrial de Serviços e Agropecuária de Tapeara) e Sindilojas Tapejara.

Cinco ônibus que fazem o transporte de estudantes universitários para Passo Fundo iniciaram o bloqueio que contou com a participação de jipes, motocicletas e caminhões de empresas tapejarenses.

Durante o bloqueio foram exibidas faixas de protesto e distribuídos panfletos aos motoristas explicando os motivos da mobilização. Aproximadamente 200 estudantes e empresários também utilizaram nariz de palhaço e apitos para chamar atenção. A Polícia Rodoviária esteve presente no local orientando os motoristas e evitando congestionamento na RS 135 que ficou com o trânsito lento.

A manifestação faz parte do movimento "463 por que nos abandonaram?" que reivindica a recapagem completa da rodovia, a construção de acostamentos, a reforma em pontos com maior índice de acidentes e a utilização da verba do pedágio comunitário da RS 135 para a manutenção da RS 463. O movimento também questiona o fato de a região nordeste ter oito deputados que a representam na Assembleia Legislativa, além do próprio então secretário de Infraestrutura e Logística Beto Albuquerque, que também tem seu domicílio eleitoral no nordeste gaúcho.


 

 

Daer se compromete com Menegaz em reiniciar recuperação

O superintendente regional do Daer, Júlio Huber, garantiu ao prefeito de Tapejara, Seger Luiz Menegaz, e ao coordenador de projetos do município, Paulo Scherer, que as obras de recuperação da rodovia ERS 463 irão reiniciar. Na segunda-feira, dia 19, eles estiveram na sede do departamento em Passo Fundo e ouviram do superintendente a informação de que foi autorizada na capital gaúcha a execução de mas oito quilômetros de recapeamento. Segundo ele, a obra que já tinha sido iniciada – e através da qual foram feitos seis quilômetros de Coxilha a Tapejara – esteve parada por falta de pagamento do Estado à empresa contratada para o serviço. De acordo com Hubert está sendo realizada a colocação de uma capa fina com a vibro acabadora de asfalto e que o custo por quilômetro chega a R$ 90 mil. Segundo ele, a obra deve reiniciar nos próximos dias e terá uma duração de aproximadamente dois anos.
Menegaz comemorou a informação e pediu a Hubert compreensão sobre a importância de que a rodovia esteja em plenas condições de trafegabilidade. O prefeito ainda solicitou parceria com o DAER para o projeto de extensão da Avenida Sete de Setembro em direção ao Distrito Industrial João Fortunato. Como o trecho é de responsabilidade do Daer será necessário realizar um convênio para dar efetividade a este projeto e, por isso, Menegaz foi até lá para iniciar as tratativas e colher informações para dar inicio aos preparativos.
Na capital gaúcha

O mesmo assunto foi levantado por Menegaz também na superintendência geral do DAER em Porto Alegre durante uma audiência em Porto Alegre na quarta-feira, dia 21. Lá Menegaz também pediu agilidade com relação a ERS 463 e o reinício das obras da Perimetral.

Batismo nas águas

 
Na quinta-feira (15) a 2ª Igreja do Evangelho Quadrangular de Tapejara, através do pastor Celso Martins, batizou 11 pessoas nas águas do Rio Carreteiro.

De acordo com o pastor, o batismo nas águas é o acontecimento mais importante na vida de todo o cristão. Através do batismo é que nós testificamos, que somos salvos, e que não vivemos mais para o mundo, pois o batismo nas águas é um símbolo de "sepultamento", isto é, o batismo é um símbolo de "sepultura" onde enterramos o nosso "velho homem", a nossa velha vida e ressurgimos com um corpo novo, pois o velho ficou lá na sepultura, ou seja, no batismo. É de se estranhar que muitas pessoas resistam ao batismo e até combatem alegando de que o batismo não salva. Porém, não existe outra forma bíblica de salvação.

Quem deve ser batizado?

Jesus disse em Marcos 16:16 "quem crer e for batizado será salvo". Se você diz que crê em Jesus mas ainda não passou pelo batismo está esperando o que? Jesus voltar !?! O batismo é para todas as pessoas.

Tipos de batismo

Aspersão
(borrifamento) é a prática de chuviscar água em gotas sobre a pessoa.

Afusão
( derramamento) é a prática de jogar água sobre a pessoa.

Imersão
( mergulhamento ) é a prática correta e bíblica de afundar na água a pessoa.

Destes três tipos de batismo o correto é o batismo por imersão, pois a própria palavra batismo significa literalmente mergulhar ou imergir. Ao examinarmos a bíblia em Marcos 1:9-11 notamos no verso 10 o seguinte "logo que Jesus saiu da água..." ora, ninguém poderá sair se não tivesse entrado na água, então cremos que Jesus "entrou" na água para ser batizado, e não ficou fora da água para receber o batismo de aspersão ou afusão. Deduzimos então que Jesus foi batizado por imersão, ou seja, ele foi mergulhado na água , caso contrário se Jesus fosse batizado por imersão ou afusão ele teria sido batizado no templo e não no rio.

Jesus é nosso maior exemplo

"
Por esse tempo dirigiu-se Jesus da Galiléia para o rio Jordão, a fim de ser batizado por João Batista", (Mateus 3:13-17), (Marcos 1:9-11), (Lucas 3:21-22).
Jesus não precisava se batizar, pois Ele não tinha pecados. O batismo é para o arrependimento dos pecados, então por que Jesus foi batizado? Jesus foi batizado para servir de exemplo para nós, Ele mesmo disse que devíamos segui-Lo. E logo que Jesus foi batizado veio uma voz do céu que disse: "Este é o meu filho amado em quem eu tenho prazer". Tenho certeza que logo após o nosso batismo, ainda que não escutemos a voz de Deus, com certeza Deus terá prazer em nós também, pois o filho que obedece é o filho que dá prazer ao Pai.

Coprel apresenta investimentos aos cooperantes de Tapejara

Para discutir assuntos como distribuição, investimentos e qualidade de energia com os cooperantes de toda a sua área de atuação, a Coprel realiza reuniões nos municípios, aproximando a cooperativa com as comunidades e facilitando a participação dos cooperantes nas decisões importantes da Coprel. No dia 20 de novembro, o município de Tapejara recebeu a Coprel para a reunião com os cooperantes, realizada no Centro Cultural durante a tarde. 110 cooperantes acompanharam a apresentação dos investimentos realizados no município nos últimos anos, além dos indicadores técnicos, sociais e econômicos da Coprel.

O Presidente Jânio Vital Stefanello falou sobre os investimentos em Tapejara, que, de 2008 até agora, ultrapassam 4 milhões de reais. Outro assunto que mereceu destaque foi a qualidade de energia fornecida ao município, que possui um dos melhores índices de DEC – Duração Equivalente de Interrupção por Cooperante e FEC – Frequência de Interrupção por Cooperante. Os investimentos realizados nos últimos anos garantem uma incidência menor de desligamentos não programados na região.

Diversas lideranças do município acompanharam a reunião: Elso Scariot, vice-presidente da Coprel e também cooperante de Tapejara; Edmilson Piton, secretário de agricultura; Mario Antonio Maurina, Presidente do Sicredi Altos da Serra; Douglas Zanandrea, Gerente do Sicredi; Moises Moro, Presidente do Sindicato Rural; Jussara de Mello, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e ainda o Prefeito Seger Luiz Menegaz, que destacou em seu pronunciamento o trabalho da cooperativa no município, incluindo o atendimento da área industrial de Tapejara, cujas indústrias contam com a energia da Coprel.

Os cooperantes também escolheram os líderes para representar o município pelos próximos 4 anos, compondo o Conselho Consultivo de Tapejara. Adagir Coronetti e Vicente Favaretto foram eleitos conselheiros titulares, e Cláudio Girardi, suplente. A Coprel agradece ao cooperante Diniz Fontana por ter participado do Conselho Consultivo da Coprel.

 

Mais asfalto em Charrua

O prefeito de Charrua, Luiz Carlos Franklin da Silva (PP), comemorou a retomada da obra asfáltica da ERS 475. O trecho de 3 Km é orçado em R$ 2,6 milhões. A contrapartida de Charrua ultrapassa os R$ 550 mil e pode chegar a R$ 1 milhão.

O trecho foi retomado em setembro depois que o governo do Estado autorizou a liberação de R$ 400 mil. O município entra com R$ 160 mil. "Com este recurso será concluído 720 metros da Rua Luiz Caus, chegando até a Gruta Nossa Senhora de Lourdes", conta o prefeito.

Os empresários e moradores próximos à ERS, estão satisfeitos com o andamento do trabalho.

A empresa CSL construtora Sacchi S/A é a executadora da obra. Em fase de compactação, o trecho teve de ser replanejado devido estar próximo ao leito do rio. "Estão sendo construídas 22 bocas de lobo para garantir a boa vazão da água, a drenagem teve de ser redobrada além de detonação de rochas. O importante é que a obra fique a contento da população. Nossa luta é para continuar até a Cidade Alta", argumenta o Franklin.

Tapejara e Sananduva sediam Olimpíadas

Sábado (17) foi dia do trabalhador correr, mas não para o trabalho como no seu dia a dia. Em Tapejara foi realizada a XVII Olimpíada do Trabalhador da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação (FTIA/RS). Foi uma correria pelo primeiro lugar nas mais de 16 modalidades, escolha da Rainha e Musicanto.

De acordo com o organizador do evento, Paulo Madeira secretário de Políticas Sociais da FTIA/RS, estava tudo pronto para receber os atletas e suas delegações. "Como costumamos dizer as nossas reivindicações vão além de salários, também lutamos por esporte e lazer. A Olimpíada do Trabalhador vem crescendo a cada ano e, este ano, o número de equipes participantes já superou o ano anterior. Isso é muito bom, pois além da disputa esportiva entre os trabalhadores atletas de Sindicatos filiados de diversas regiões do Estado, também existe a confraternização. Isto é muito saudável para o trabalhador que já tem a correria inclusa na sua rotina de trabalho", conta.

Com o tema: ‘Esporte e lazer: energia sustentável ao trabalhador’ e em uma realização inédita, a XVII Olimpíada do Trabalhador foi sediada por duas cidades: Tapejara e Sananduva. Primeiro pela proximidade entre as cidades e, segundo pela unidade, ou seja, desenvolvimento de trabalho em conjunto. "Tapejara e Sananduva receberam os trabalhadores atletas e seus Sindicatos/torcedores de braços abertos. Cuidamos de tudo com bastante atenção e dedicação. Fizemos uma boa Olimpíada este ano", frisaram os presidentes, Celso Martins do Sindicato da Alimentação de Tapejara e Romualdo do Sindicato de Sananduva.

Confira os resultados

São Borja é o Campeão masculino do futsete, Tapejara campeão do futsal livre.

Na modalidade Musicanto, categoria Imitação o troféu ficou com Lajeado, assim como na Inédita. O Bolão feminino foi para Erechim. A melhor torcida foi a de Caxias do Sul e o troféu disciplina ficou para Serafina Corrêa.

As Olimpíadas da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do RS (FTIA/RS) são consideradas um marco na história da entidade. "Tudo saiu de acordo com as expectativas. Todas as delegações saíram satisfeitas com a recepção e organização. Já começamos a trabalhar na XVIII Olimpíada 2013", afirma Paulo Madeira, responsável pela Olimpíada do Trabalhador e secretário de Politicas sociais do FTIA/RS.

A rainha da XVII Olimpíada do Trabalhador 2012 é Jurema Jung do Sindicato da Alimentação de Lajeado e o troféu de Campeão Olímpico 2012 ficou com os atletas do Sindicato da Alimentação de Erechim.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Atleta de Tapejara vai disputar Panamericano

O tapejarense Ismael Scariott está classificado para disputar o Panamericano de Kickboxing, que acontece em dezembro, na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná. A competição vai contar com dois representantes de cada país das Américas em cada categoria. Somente o campeão de cada uma delas garante vaga para o ‘Sportaccord’ – As Olimpíadas Marciais, que reúne as categorias Judô, Karatê WKF, Boxe e Kickboxing, e serão disputadas na Rússia, no ano que vem, em data a ser definida pela organização do evento. "Espero as vibrações positivas de todos os tapejarenses para que possamos levar o nome do município para fora, através do esporte", disse o atleta.



Um incentivador do esporte

Ismael é professor de artes marciais, mas também se aventura em outros esportes. No dia 28 de outubro participou no 1º Circuito HO - Hospital Ortopédico - de Corrida e Caminhada, em Passo Fundo. Numa prova de 16 km, ao lado de grandes atletas, o tapejarense conquistou o 7º lugar, na categoria onde o vencedor foi o campeão da maratona de São Paulo. "Me sinto feliz com esta colocação porque corri ao lado de nomes conhecidos neste esporte, inclusive atletas de outros países", frisou.

Encerramento do curso de panificação promovido pelo STRT

Visando o bem estar social das associadas e com o objetivo de estimular a geração de renda e qualificar mão de obra, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tapejara, em parceria com o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), realizou de mais um curso de panificação especializado em doces. Ministrado pela instrutora Marinês de Marco, tinha como público preferencial as associadas ao STRT.

As aulas foram ministradas no salão do Sindicato, durante três dias, totalizando 24 horas. As inscrições foram totalmente gratuitas e, ao final foram apresentados bolos, tortas, sorvetes, mousses e outros doces. O curso também ofereceu um certificado emitido pelo próprio Senar.

As participantes aprenderam a desenvolver técnicas de produção, congelamento e boas práticas de higiene. "Estes cursos representam um custo elevado para o Sindicato, mas não podemos pensar somente em obter, temos também que oferecer estas oportunidades aos nossos associados", disse a presidente do Sindicato, Jussara de Mello.

De acordo com a instrutora Marinês, ensinar para os tapejarenses é muito gratificante. "As pessoas daqui têm muita vontade de aprender, afinal são empreendedores natos", disse.
 

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Delegacia de Tapejara recebe reformas através de parceria com municípios

 
 
Na tarde de ontem (25), foi realizada a solenidade de inauguração da remodelação da Delegacia de Polícia de Tapejara. A reforma foi possível através de uma parceria entre o GAP (Grupo de Apoio Pró Polícia Civil) e os municípios da circunscrição (Tapejara, Vila Lângaro, Santa Cecília do Sul, Charrua e Água Santa).

O movimento pela reforma do prédio teve início ainda em outubro de 2011, por inciativa da então delegada titular Anaí Mariani. Em reunião realizada na sede da Delegacia estiveram presentes a delegada Anai, o delegado regional Paulo Videla Ruschel, o vice-prefeito de Tapejara Vilmar Merotto, o prefeito de Água Santa, João Alfredo de Souza, o vice de Charrua, Jandir Dallagnol, o vice de Vila Lângaro, Claudiocir Milani e o vice de Santa Cecília do Sul, José Antônio Pegoraro, além de representantes do GAP (Grupo de Apoio Pró Polícia Civil).

Naquela oportunidade, cada município da região se comprometeu em doar R$ 7,5 mil e o poder público de Tapejara afirmou que doaria toda a mão de obra e material para troca do telhado, o que resultaria num investimento de R$ 20 mil.

De acordo com o presidente do GAP, Alexandre Zanini, os municípios cumpriram o acordo, com excessão da prefeitura de Tapejara que doou somente parte do material e mão de obra para o telhado.

Desde 1984 não era realizada nenhuma obra de melhoria no local. De acordo com o presidente do GAP, Alexandre Zanini, na reforma foi trocada a cobertura, piso, revestimento dos banheiros, portas, pintura e muros.

Durante a primeira reunião realizada, os prefeitos da região se mostravam satisfeitos com a atuação da delegada Anaí, que resolvia crimes já antigos na região, principalmente relacionados ao tráfico de drogas. Pouco tempo depois, a delegada foi afastada e, desde então, o município tem apenas uma delegada substituta, Carolina Goulart.

O Dia de Finados para as diferentes crenças


Para muitos, o dia 02 de novembro, Dia de Finados, é um dia de tristeza. Para outros um dia como outro qualquer. E ainda tem aqueles que veem o Dia de Finados como um momento para comemorar. Independente de cada religião ou prática espiritual, a questão em comum no Dia de Finados é como o homem encara a morte. Cada pessoa busca uma explicação para o fim da vida.

Desde o século 1º, os cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio. No século 4º, já encontramos a Memória dos Mortos na celebração da missa. Desde o século 5º, a Igreja dedica um dia por ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava.

Desde o século XI, os Papas Silvestre II (1009), João XVIII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia por ano aos mortos. Desde o século XIII, esse dia anual por todos os mortos é comemorado no dia 2 de novembro, porque no dia 1º de novembro é a festa de "Todos os Santos".

O Dia de Todos os Santos celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados. O Dia de Todos os Mortos celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração.

Todas as religiões oferecem às pessoas uma esperança de que a vida não termina. A reportagem do Novo Tempo conversou com representantes de algumas religiões e mostra aqui como cada uma delas lida com a morte e como celebram, ou não, o Dia de Finados.

Catolicismo: "morte é passagem para a vida eterna"
A Igreja Católica tem a ressurreição como um de seus dogmas mais importantes. Os católicos encaram a morte como o caminho natural para a vida eterna.

"Nós estamos só de passagem nesta vida. A morte é a porta para a vida eterna. Portanto, a morte não é o fim, é passagem", afirma o padre Ladir Casagrande, coordenador de Pastorais da Arquidiocese de Passo Fundo.

Segundo ele, neste contexto, Finados é visto como um dia de homenagens , é a celebração da esperança. "A morte é apenas uma etapa da caminhada para o encontro com Deus. A tristeza existe porque é uma separação, que não sabemos quanto tempo vai durar, mas sabemos que um dia vamos nos encontrar. Por isso, o Dia de Finados é a celebração da Esperança", explica o padre.

Ele diz, também, que a data objetiva trazer à memória as pessoas que já faleceram, seus valores e virtudes. "As pesssoas têm necessidade de certos ritos, como levar flores aos túmulos ou encomendar missas, mas estas são atitudes que fazem bem a elas e não aos mortos. O que se leva em conta é a vida que se leva aqui", frisou.

Evangélicos: "oremos pelos vivos e sua conversão"
Em geral, a Igreja Evangélica não celebra o Dia de Finados. Eles vão ao cemitério para evangelizar e consolar as pessoas. "Não cultuamos o corpo dos mortos, para nós nada daquilo que foi feito depois da morte poderá mudar o que fizemos durante a vida. A alma foi iluminada em vida, depois da morte, vamos esperar o encontro com Deus", explica o pastor da 2ª Igreja do Evangelho Quadrangular de Tapejara, Celso Martins.
Segundo o pastor, os evangélicos reconhecem em vida o valor das pessoas e "procuram seguir o caminho que levam a Deus, mas isso durante a vida", diz Celso.
Tem apoio bíblico esta tradição de orar pelos mortos? Como o cristão deve posicionar-se diante disso? De acordo com pastor, não há apoio bíblico quanto a orar pelos mortos. Morreu, segue-se o juízo, nada mais fará efeito no mundo espiritual quando a pessoa ora ou deixa de orar, porque ao morrer fisicamente, o referido finado já está destinado ou ao inferno ou ao céu (Vida Eterna).
Vejamos o que a Bíblia diz :
"E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo" (Hebreus 9. 27).

Fica claro neste texto que a morte sela todas as oportunidades dadas às pessoas. Não há como interferir na vida pós-morte. Se logo após a morte vem o juízo, como haveria possibilidade de orar para que alguém já morto fosse perdoado pelas suas faltas? Ele já não foi julgado? Orações pelos mortos são inúteis.
"e o pó volte à terra, como o que era, e o espírito volte a Deus, que o deu." (Eclesiastes 12. 7).

Não existem caminhos intermediários entre esta terra e Deus. Não existe purgatório, locais de purificação e nem novas oportunidades de salvação e perdão após a morte da pessoa.
A salvação é somente pela fé em Jesus Cristo.
"E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos." (Atos 4. 12). Isso mostra que orações pelos mortos não tem validade para salvá-los, purificá-los ou mesmo perdoar os seus pecados. Isso acontece na vida da pessoa através da fé em Cristo e do arrependimento.
"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça." (1 João 1. 9)
.
O perdão se dá através do arrependimento e da confissão dos pecados, o que os mortos não têm condições de fazer. A confissão é pessoal, de modo que eu não posso confessar os pecados de outro. Cada um responde pelos seus erros e só há oportunidade de confissão enquanto há vida.

Purgatório
De acordo com o pastor Celso, o purgatório trata-se de uma invenção do catolicismo, criada pelo papa Gregório I, em 593. O Concílio de Florença, realizado em 1439 a aprovou e foi confirmada no Concílio de Trento, em 1563. Sua sustentação está no livro de 2º Macabeus 12.42-46 (livro apócrifo.)
Não há na Bíblia textos que afirmam a existência do purgatório, na realidade, a Palavra de Deus mostra com clareza a existência de apenas dois destinos eternos, o Céu e o Inferno, que são selados com a morte. Veja as Palavras de Cristo:
"E Jesus terminou assim: —Portanto, estes irão para o castigo eterno, mas os bons irão para a vida eterna." Mt 25.46
Conformeo pastor, a prática realizada neste dia está totalmente distante do que diz a Bíblia.
O que, então, os evangélicos fazemos no dia de finados? "Como o feriado já está proclamado mesmo, creio que o melhor que podemos fazer é lembrar do legado que os nossos falecidos nos deixaram. Seus exemplos, sua sabedoria, seu carinho, seu amor. Ir ao cemitério e deixar os túmulos dos entes queridos honradamente bem cuidados não está contrário ao que a Bíblia diz", frisou.
Contudo, a Bíblia é bem clara ao afirmar (Mat. 25:46) que uns irão para o tormento eterno e os justos para a vida eterna. Não há outro lugar ou outro destino.
A Bíblia não deixa dúvida quanto à forma de Salvação.
"Lembre-se: se temos ciência da existência de Deus, Jesus, Espírito Santo, diabo, demônio, anjos, céus, inferno, salvação, condenação, etc. ela veio através das páginas da Bíblia, não há outra fonte que traz a existência de tal realidade. Portanto, é preciso que nos encaixemos nas verdades da Bíblia quanto à salvação. Não é uma atitude sábia trocarmos as informações bíblicas por teses ou teorias teológicas criadas com fins duvidosos; o purgatório é um bom exemplo da ação humana. Oremos pelos vivos e pela sua conversão", alerta o pastor.
 
Espiritismo: "mortos ficam sensibilizados com lembrança"
A origem do Dia de Finados nos leva ao ano de 998, há mais de 1.000 anos, quando o abade da Ordem dos Beneditinos em Cluny, França, instituiu em todos os mosteiros da Ordem naquele país a comemoração dos mortos, a 2 de novembro, culto que a Santa Sé aplaudiu e oficializou para todo o Ocidente.
Será que os "mortos" ficam sensibilizados ao nos lembrarmos deles?
O Espiritismo afirma-nos que sim. Eles ficam contentes e sensibilizados com a lembrança dos seus nomes. Se são felizes, essa lembrança aumenta sua felicidade; se são infelizes, isso constitui para eles um alívio.
No dia consagrado aos mortos, eles atendem ao apelo do pensamento dos que buscam orar sobre seus despojos, como em qualquer outra ocasião. Nessa data, os cemitérios ficam repletos de Espíritos, mais do que em outros dias, porque evidentemente há em tais ocasiões um número maior de pessoas que os chamam. É um erro, contudo, pensar que é a multidão de curiosos que os atrai ao campo santo; cada um ali comparece por causa de seus amigos e não pela reunião dos indiferentes que, muitas vezes, visitam os cemitérios como maneira de passar o tempo.
Não é, porém, indispensável comparecer ao cemitério para homenagear o ente querido que partiu. A visita ao túmulo é um modo de manifestar que se pensa no Espírito ausente – serve de imagem, mas é a prece que santifica o ato de lembrar, pouco importando o lugar, se ela é ditada pelo coração. ( http://www.oconsolador.com.br)
O Livro dos Espíritos (principal obra da codificação espírita) também nos esclarece:
320. Os Espíritos são sensíveis à saudade dos que os amavam na Terra?
- Muito mais do que podeis julgar. Essa lembrança aumenta-lhes a felicidade, se são felizes, e se são infelizes, serve-lhes de alívio.
321. O dia de comemoração dos mortos tem alguma coisa de mais solene para os Espíritos? Preparam-se eles para visitar os que vão orar sobre os túmulos?
- Os Espíritos atendem ao chamado do pensamento, nesse dia como nos outros.
321-a. Esse é para eles um dia de reunião junto às sepulturas?
- Reúnem-se em maior número nesse dia, porque maior é o número de pessoas que os chamam. Mas cada um só comparece em atenção aos seus amigos, e não pela multidão dos indiferentes.
321-b. Sob que forma comparecem, e como seriam vistos, se pudessem tornar-se visíveis?
- Aquela pela qual eram conhecidos em vida.
322. Os Espíritos esquecidos, cujas tumbas não são visitadas por ninguém, comparecem apesar disso e sentem algum desgosto por não verem nenhum amigo lembrar-se deles?
- Que lhes importa a Terra? Somente pelo coração se prendem a ela. Se não mais o amam, nada mais há que faça o Espírito voltar à Terra. Ele tem todo o Universo pela frente.
323. A visita ao túmulo proporciona mais satisfação ao Espírito do que uma prece feita em sua intenção?
- A visita ao túmulo é uma maneira de se manifestar que se pensa no Espírito ausente: é a exteriorização desse fato. Eu já vos disse que é a prece que santifica o ato de lembrar; pouco importa o lugar, se a lembrança é ditada pelo coração.
329. O respeito instintivo do homem pelos mortos, em todos os tempos e entre todos os povos, é um efeito da intuição da existência futura?
- É a sua consequência natural. Sem ela, esse respeito não teria sentido.

Para mais esclarecimentos entre em contato conosco:
Grupo Espírita Bezerra de Menezes
E-mail: gebmenezes@yahoo.com.br
Facebook: gebmenezestapejarars@yahoo.com.br
Rua Pedro Rebesquini, 30 – Bairro São Paulo
Tapejara - RS

Cáritas recebe repasse do Fundo Diocesano de Solidariedade

Na quinta-feira (18), a Cáritas Diocesana de Tapejara, grupo ligado à Igreja Católica, que realiza trabalhos voluntários no município, recebeu um repasse de R$ 3.100,00, que será aplicado na compra de uma máquina de costura industrial. O valor provém do FDS (Fundo Diocesano de Solidariedade), que tem por finalidade a promoção da solidariedade e cidadania, através do apoio a sinais concretos de transformação social. O FDS é formado, desde o ano de 2000, com recursos que os fiéis depositam nas caixinhas ou nos envelopes durante as missas. "Neste sentido, a Paróquia de Tapejara é uma das que mais contribui na Diocese", explicou o coordenador de pastorais, Ladir Casagrande. Os valores são aplicados na concretização de projetos sociais na Diocese de Passo Fundo, nas mais variadas áreas, priorizando os ligados às temáticas da Campanha da Fraternidade.

A Cáritas de Tapejara apresentou projeto de costuras e aproveitamento, que foi avaliado e aprovado. O grupo, formado por 30 voluntários, beneficia cerca de 200 famílias, nos bairros 13 de Maio, São Paulo e São Cristóvão. Além de distribuição de cestas básicas, as peças confeccionadas em tecidos são doadas ou vendidas na sede do grupo.

Ao receber a doação, a Cáritas se responsabilizou em devolver 15% do valor (R$ 465,00) para o fundo e doar quatro kits de produtos confeccionados em tecido para a Casa do Idoso.

Um grupo de missionários do Maranhão também esteve em Tapejara acompanhando os representantes da Diocese de Passo Fundo, na entrega do fundo.

Prefeito eleito de Água Santa mantém contatos na Capital

Nos dias 16 e 17 de outubro, o prefeito eleito de Água Santa, Jacir Miorando, do PMDB, esteve em Porto Alegre mantendo contatos com diversos gabinetes e secretarias Estaduais.

Os primeiros contatos visaram a continuidade de projetos, possibilitar o encaminhamento de novas propostas ainda este ano e acompanhamento de em obras já em andamento.

Jacir contatou os seguintes deputados da base da coligação: Gilberto Capoani, Marcio Biolchi, Gilmar Sossella, Altemir Tortelli e o escritório do deputado Federal Alceu Moreira.

As Secretarias de Infraestrutura do Estado (SEINFRA) e secretaria Estadual da Saúde, além do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) também foram visitadas.

O futuro prefeito esteve ainda na secretaria de Obras do Estado, Departamento de Controle Mecanizado (DCM) e Fundação de Esporte e Lazer (FUNDERGS).

Construção do novo Fórum já pode iniciar

O município de Tapejara, através do prefeito Seger Luiz Menegaz e do chefe de gabinete Júlio Francisco dos Reis, entregou ao Poder Judiciário do município, na tarde desta quarta-feira, dia 24 de outubro, o alvará para a construção do novo Fórum. A partir de agora, depende somente da empresa contratada para dar início à obra. Através de um convênio o município realizou a doação de um terreno ao Estado do Rio Grande do Sul para que a construção da nova sede do poder judiciário fosse efetuada. O local, que totaliza 1.125 m2, fica localizado na Avenida Sete de Setembro esquina com a Rua Coronel Gervásio, ao lado do Centro Cultural José Mara Vigo da Silveira.

A juíza de Tapejara, Lilian Raquel Bozza Pianezolla, acompanhada do escrivão Fábio Morais, receberam o projeto em que o município autoriza a construção. Ela disse que a obra deve começar em breve já que a licitação para a construção do prédio já foi concluído, e a empresa está aguardando para dar inicio à obra. Inicialmente o prédio terá três andares e será preparado para receber mais pavimentos. Dra. Lilian agradeceu o empenho do Poder Executivo em auxiliar para que o Foro possa oportunizar melhor estrutura para atender as demandas de Tapejara e dos municípios da região, já que as atuais instalações já não atendem mais a demanda necessária, não existindo mais espaço para arquivar processos e até mesmo para os servidores trabalharem adequadamente, além, do atendimento ao público que está comprometido. O prefeito Menegaz se colocou à disposição e disse que é sempre muito bom realizar convênios que venham a favorecer o município.



Agradecimento

A juíza aproveitou a oportunidade e entregou ao prefeito Menegaz um oficio agradecendo o auxilio e colaboração prestados pela prefeitura no período eleitoral deste ano. Segundo o documento "o êxito do trabalho desenvolvido pela Justiça Eleitoral nas eleições municipais de 2012 tem, seguramente, a vossa solidariedade como co-partícipe. Somos muito gratos pela solicitude e empenho demonstrado, os quais fizeram por fortalecer o espirito democrático que reside, em cada um de nós". Menegaz agradeceu e disse que a Prefeitura sempre estará à disposição do Poder Judiciário.

Cotapel comemora 27 anos com inaguração de unidade de recebimento de grãos em Linha Girardi

A Cooperativa Agrícola Tapejara Ltda (Cotapel) inaugurou sua nova unidade no município, na comunidade de Linha Girardi, durante solenidade realizada na manhã de sábado (20). O evento contou com a presença de associados, autoridades e representantes do setor de grãos.

Com capacidade para a armazenagem de até 14 mil toneladas, o novo espaço soma-se à grande estrutura da cooperativa, fundada no dia 23 de outubro de 1985.

A Cotapel surgiu a partir da crise vivida pela Coopasso no ano de 1984, quando produtores vinculados à unidade de Tapejara, resolveram construir sua própria cooperativa. Iniciou suas atividades com 86 associados e 6 funcionários, nas antigas instalações da Coopasso, sendo que em 1988 comprou as instalações. Em 1989 foi concluída a construção de um armazém para depósito de insumos, iniciada a construção do moinho de trigo e adquirido um secador de cereais com capacidade para 40 ton/hora. No mesmo ano, o número de associados aumentou para 320 e no ano seguinte para 380.

Nos anos seguintes foi concluída a obra para fábrica de rações e concentrados, foi construído um armazém para sementes e empacotamento e iniciadas as obras de um silo metálico armazenador de cereais, sendo concluído em outubro de 1994. Em 1995 foi construído um prédio comercial para escritório, que abriga a administração, atendimento de associados e clientes, contabilidade e departamento técnico. Possui também um posto de recebimento de grãos na localidade de Rio do Peixe, Coxilha e uma unidade em Vila Lângaro.

Hoje a Cooperativa conta com 476 associados ativos, abrangendo vários municípios da região.

Tem como missão formar um processo de crescimento mútuo entre associados, parceiros, colaboradores e comunidade, integrando esforços pela agregação de valor, buscando excelência na produção, transformação e comercialização, visando resultados econômicos e benefícios sociais aos cooperados.

Entre os principais valores da cooperativa estão: Fidelidade, Credibilidade, Associativismo, Responsabilidade, Profissionalismo, Criatividade, Competitividade, Valorização do ser humano, Integração Comunitária, Preservação da Natureza .
 

Super Danieli cria campanha que irá virar livro de receitas e arrecadar fundos para o Lions

No próximo dia 30, o Super Danieli realiza um concurso de culinária. A programação faz parte de uma nova campanha realizada pelo mercado – o "Receitas para Mudar o Mundo". O projeto visa a valorização da gastronomia local e irá virar um livro de receitas, vendido para arrecadar fundos para o Lions Clube.
A entidade é parceira do Danieli na organização e irá utilizar os recursos arrecadados para a futura construção da Casa do Idoso em Tapejara.

A campanha iniciou ainda no mês de setembro, quando começou o período de inscrição. Nela, os participantes deveriam descrever porque desejariam deixar a receita escolhida para o netos. As dez melhores receitas foram selecionadas para participar do concurso e serão premiadas, além de compor o livro.

O concurso terá a participação de jurados ligados à gastronomia e inicia às 19 horas, na praça de alimentação do Super Danieli. Quem estiver no mercado e quiser conferir uma parte da avaliação, pode participar, a entrada é liberada.

Após a impressão, o livro de receitas será vendido e todo o valor da venda será doado ao Lions.

Confira a premiação: 1° lugar – 1 forno microondas, 2° lugar – vale compras de R$ 200,00 no supermercado Danieli, 3° lugar – vale compras de R$ 100,00 no supermercado Danieli, do 4° ao 10° lugar – vale compras de R$ 50,00 no supermercado Danieli.

Comunidade Indígena Carreteiro realiza eventos no Dia das Crianças

As atividades alusivas ao Dia das Crianças, na Comunidade Indígena Carreteiro interior do Município de Água Santa, tiveram início na quinta-feira (11) e se estenderam até a sexta-feira (12).

No dia 11 foram realizadas atividades na Escola Indígena Almerão Domingues, voltadas às crianças Kaingang. Ao meio dia foi servido gratuitamente, um churrasco para todos os alunos envolvidos, com distribuição de doces e presentes.

No dia 12, as atividades envolveram toda a Comunidade Indígena Carreteiro. Ao meio dia, como é realizado em todos os anos, foi servido um churrasco de confraternização. Para o almoço, a carne servida foi obtida na própria comunidade com gado de corte produzido no local. A bebida, também servida gratuitamente para todos, foi obtida com recursos captados através de trabalhos gerados na comunidade, tais como, produção de tijolos, lavoura comunitária, horto medicinal e outros, o que mostra o trabalho realizado na Comunidade Indígena Carreteiro.

Também foi realizada a entrega de um Caminhão Caçamba e uma Retroescavadeira, 0km, para uso das atividades realizadas na comunidade; ambos derivados de projeto iniciado em 2003 com a implantação da Linha de Transmissão Campos Novos/SC – Santa Marta, Passo Fundo/RS, pela empresa ETAU e TAESA/RJ, como complemento das medidas compensatórias pela implantação da linha de transmissão elétrica pela Terra Indígena Carreteiro.

O Projeto já havia contemplado anteriormente a Comunidade Indígena Carreteiro com: R$ 35mil para custeio de lavouras comunitárias e aquisição de mudas de árvores nativas; Execução de Projeto de Educação Ambiental durante um ano; compra e distribuição de 1.600 toneladas de calcário; compra e distribuição de 100 toneladas de calcário; R$ 88 mil em material de construção.

O Projeto veio para coroar o trabalho que é realizado na Comunidade, pois ao contrário do que muitos pensam e taxam os indígenas como bêbados e desocupados, a Comunidade Indígena Carreteiro atua nas mais diversas áreas, tais como: produção de tijolos, com uma ampla e bem estruturada olaria; bovino leite e bovino corte, que atendem à demanda da comunidade e o excedente é comercializado; horto medicinal, que produz remédios, pomadas e multimisturas para uso dos habitantes da comunidade; produção agrícola, com lavouras individuais e ainda uma lavoura comunitária donde o lucro obtido é utilizado para a manutenção da comunidade.

A Comunidade Indígena Carreteiro vem recebendo visita de vários grupos de alunos e até universitários de outros municípios e até de outros estados, destaque para um grupo de universitário da Alemanha que vieram para conhecer o trabalho realizado no Horto Medicinal cultivado na comunidade.

Comunidade Indígena Carreteiro realiza eventos no Dia das Crianças

As atividades alusivas ao Dia das Crianças, na Comunidade Indígena Carreteiro interior do Município de Água Santa, tiveram início na quinta-feira (11) e se estenderam até a sexta-feira (12).

No dia 11 foram realizadas atividades na Escola Indígena Almerão Domingues, voltadas às crianças Kaingang. Ao meio dia foi servido gratuitamente, um churrasco para todos os alunos envolvidos, com distribuição de doces e presentes.

No dia 12, as atividades envolveram toda a Comunidade Indígena Carreteiro. Ao meio dia, como é realizado em todos os anos, foi servido um churrasco de confraternização. Para o almoço, a carne servida foi obtida na própria comunidade com gado de corte produzido no local. A bebida, também servida gratuitamente para todos, foi obtida com recursos captados através de trabalhos gerados na comunidade, tais como, produção de tijolos, lavoura comunitária, horto medicinal e outros, o que mostra o trabalho realizado na Comunidade Indígena Carreteiro.

Também foi realizada a entrega de um Caminhão Caçamba e uma Retroescavadeira, 0km, para uso das atividades realizadas na comunidade; ambos derivados de projeto iniciado em 2003 com a implantação da Linha de Transmissão Campos Novos/SC – Santa Marta, Passo Fundo/RS, pela empresa ETAU e TAESA/RJ, como complemento das medidas compensatórias pela implantação da linha de transmissão elétrica pela Terra Indígena Carreteiro.

O Projeto já havia contemplado anteriormente a Comunidade Indígena Carreteiro com: R$ 35mil para custeio de lavouras comunitárias e aquisição de mudas de árvores nativas; Execução de Projeto de Educação Ambiental durante um ano; compra e distribuição de 1.600 toneladas de calcário; compra e distribuição de 100 toneladas de calcário; R$ 88 mil em material de construção.

O Projeto veio para coroar o trabalho que é realizado na Comunidade, pois ao contrário do que muitos pensam e taxam os indígenas como bêbados e desocupados, a Comunidade Indígena Carreteiro atua nas mais diversas áreas, tais como: produção de tijolos, com uma ampla e bem estruturada olaria; bovino leite e bovino corte, que atendem à demanda da comunidade e o excedente é comercializado; horto medicinal, que produz remédios, pomadas e multimisturas para uso dos habitantes da comunidade; produção agrícola, com lavouras individuais e ainda uma lavoura comunitária donde o lucro obtido é utilizado para a manutenção da comunidade.

A Comunidade Indígena Carreteiro vem recebendo visita de vários grupos de alunos e até universitários de outros municípios e até de outros estados, destaque para um grupo de universitário da Alemanha que vieram para conhecer o trabalho realizado no Horto Medicinal cultivado na comunidade.

Mais uma Unidade de Atendimento em Sananduva: Chegou a vez do Bairro São José Operário

Dia 18 de outubro é comemorado o dia internacional do cooperativismo de crédito. Para a Sicredi Altos da Serra, dia 18 também é dia de comemorar a história e a expansão da do projeto do Sicredi em Sananduva. Na quinta-feira, dia 18 de outubro, a Sicredi inaugurou mais uma unidade de atendimento, desta vez no Bairro São José Operário.

"Viemos com o propósito de cumprir com a nossa missão que é agregar renda e contribuir com a qualidade de vida do associado e da comunidade." Foi o que disse o Gerente Ronaldo Savi em seu discurso. Após ele apresentou os colaboradores aos presentes.

Para o Superintendente Regional, Paulo da Rosa, os colaboradores são fundamentais para a consolidação da instituição. "Muito mais importante que estrutura física, são os colaboradores, os associados e a comunidade que mantêm forte o relacionamento, que é o alicerce da cooperativa", afirmou. Após os pronunciamentos, teve a benção que foi proferida pelos representantes do religioso.

A inauguração teve a presença das autoridades e associados da cooperativa, do município, e convidados em geral que, após a cerimônia, desfrutaram de um coquetel de comemoração da nova unidade e também do dia internacional do cooperativismo de crédito. A nova Unidade de Atendimento fica na Avenida Rio Branco, 931, e já está em funcionamento oferecendo soluções financeiras como cartão de crédito e débito, seguros, financiamento, poupança e demais serviços com atendimento personalizado.

Mais do que uma associação de pessoas, as cooperativas de crédito são agentes que promovem o desenvolvimento econômico e social. Em cada história de vida, fica evidente a importância da instituição financeira cooperativa para o fortalecimento da economia, para a democratização do crédito e desconcentração de renda. Em todo mundo, mais de 196 milhões de associados são beneficiados com as conquistas do setor, que fomenta o desenvolvimento econômico e social em 100 países.

O Sicredi consolidou sua atuação, contando atualmente com 113 cooperativas, mais de 2,1 milhões de associados, 1.193 pontos de atendimento distribuídos em mais de 905 municípios brasileiros de dez estados, somando R$ 30,7 bilhões de ativos e mais de 14 mil colaboradores. A previsão é de que o crescimento da instituição seja de 28% ao ano. Até 2015, a meta é alcançar 3,5 milhões de associados.

Mais uma Unidade de Atendimento em Sananduva: Chegou a vez do Bairro São José Operário

Dia 18 de outubro é comemorado o dia internacional do cooperativismo de crédito. Para a Sicredi Altos da Serra, dia 18 também é dia de comemorar a história e a expansão da do projeto do Sicredi em Sananduva. Na quinta-feira, dia 18 de outubro, a Sicredi inaugurou mais uma unidade de atendimento, desta vez no Bairro São José Operário.

"Viemos com o propósito de cumprir com a nossa missão que é agregar renda e contribuir com a qualidade de vida do associado e da comunidade." Foi o que disse o Gerente Ronaldo Savi em seu discurso. Após ele apresentou os colaboradores aos presentes.

Para o Superintendente Regional, Paulo da Rosa, os colaboradores são fundamentais para a consolidação da instituição. "Muito mais importante que estrutura física, são os colaboradores, os associados e a comunidade que mantêm forte o relacionamento, que é o alicerce da cooperativa", afirmou. Após os pronunciamentos, teve a benção que foi proferida pelos representantes do religioso.

A inauguração teve a presença das autoridades e associados da cooperativa, do município, e convidados em geral que, após a cerimônia, desfrutaram de um coquetel de comemoração da nova unidade e também do dia internacional do cooperativismo de crédito. A nova Unidade de Atendimento fica na Avenida Rio Branco, 931, e já está em funcionamento oferecendo soluções financeiras como cartão de crédito e débito, seguros, financiamento, poupança e demais serviços com atendimento personalizado.

Mais do que uma associação de pessoas, as cooperativas de crédito são agentes que promovem o desenvolvimento econômico e social. Em cada história de vida, fica evidente a importância da instituição financeira cooperativa para o fortalecimento da economia, para a democratização do crédito e desconcentração de renda. Em todo mundo, mais de 196 milhões de associados são beneficiados com as conquistas do setor, que fomenta o desenvolvimento econômico e social em 100 países.

O Sicredi consolidou sua atuação, contando atualmente com 113 cooperativas, mais de 2,1 milhões de associados, 1.193 pontos de atendimento distribuídos em mais de 905 municípios brasileiros de dez estados, somando R$ 30,7 bilhões de ativos e mais de 14 mil colaboradores. A previsão é de que o crescimento da instituição seja de 28% ao ano. Até 2015, a meta é alcançar 3,5 milhões de associados.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Menegaz é reeleito prefeito de Tapejara, com 7.090 votos

 
 
As eleições em Tapejara transcorreram dentro da normalidade e, por volta das 18 horas, o nome do atual prefeito Seger Menegaz (PMDB) já aparecia como reeleito.

Com 7.090 votos, 53,76%, Menegaz venceu o adversário Nego Gaiardo, que somou 6.098 votos (46,24%). Dos 13.188 eleitores, 351 votaram em branco e 329 anularam seu direito de escolher um representante.

A comitiva de recepção aos candidatos foi celebrada por eleitores, apoiadores e toda a coordenação envolvida na campanha da coligação Frente para o Futuro. A festa da vitória teve início na sede do comitê oficial, com a união de centenas de pessoas que aplaudiram os eleitos Menegaz e Beto. Mais tarde, a comemoração teve continuidade na Praça Central, onde também se juntaram os vereadores eleitos para a legislatura 2013/2016.

Menegaz em seu discurso ressaltou que esta é a vitoria do povo de Tapejara que está confiando novamente em um governo sério, em homens de palavra, dignos e de quem honrou o nome do município e limpou o nome de Tapejara transformando-a de novo em uma cidade que cresce e cria oportunidades ao cidadão. "Eu queria agradecer a cada um que trabalhou do nosso lado e ao povo de Tapejara que nos escolheu. Cada um de vocês foi muitoimportante para chegarmos aqui. Agora dou a minha palavra que realizaremos uma grande administração, honrando cada um que nos deu seu apoio. Podem ter a certeza de que ninguém sairá decepcionado, ninguém vai dizer que não tem orgulho de morar em Tapejara", destacou.

Beto Oliboni agradeceu o empenho de todos para a candidatura da Frente para o Futuro e disse que a comunidade não irá se decepcionar com a administração que irá focar seu trabalho no bem para a comunidade.



Nominata de vereadores mais votados, eleitos para assumir o Legislativo

Marcio Canali PMDB- 1.046

Marreco PMDB - 956

Elton Sandini PDT - 925

Daninho PP - 889

Elizabete Favareto PMDB - 740

Celso Piffer PPS - 655

Paulo Lângaro PDT - 641

Humberto Bolsonello PMDB - 615

Marcelo Panho PMDB- 611

Zalmair Roier PP -557

Jipe PDT - 500

O destaque das eleições 2012 é para a expressiva votação do advogado Márcio Canali. Com 1.046 votos ele marca o maior número de votos de um candidato a vereador, na história do município.

Tapejara está concorrendo ao Prêmio Gestor Público em dois projetos

No dia 02 de outubro, o avaliador do Prêmio Gestor Público (PGP), Sr. Leandro Schmidt, esteve na prefeitura para avaliar dois projetos da administração municipal que foram pré-selecionados e estão concorrendo nesta importante distinção da Gestão Pública, sendo eles: Projeto Chave na Mão da Secretaria da Habitação e o Recicla Tapejara do Departamento do Meio Ambiente.


Sobre os Projetos

No ano passado Tapejara já havia recebido o certificado de reconhecimento do 10º Prêmio Gestor Público pelo Programa Chave na Mão, no qual neste ano novamente está concorrendo. Até o momento mais de 500 famílias já foram beneficiadas com o sonho da casa própria através de diversos programas habitacionais promovidos pela Prefeitura Municipal de Tapejara e com o apoio da Secretaria Estadual de Habitação e Caixa Econômica Federal.

Em 2012 a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente desenvolveu o Projeto Recicla Tapejara que é a continuação do Projeto Gestão do Resíduo Escolar iniciado em 2009 em todas as escolas municipais, estaduais e particular de Tapejara, tendo como objetivo sensibilizar toda a comunidade escolar em relação à geração e ao destino do resíduo sólido doméstico. O Recicla Tapejara desenvolve os trabalhos sobre a coleta seletiva e reciclagem envolvendo os alunos das escolas municipais e estaduais. Através da Coleta milhares de toneladas de lixo deixarão de ir para os aterros sanitários. Os materiais recicláveis retornam à cadeia produtiva, o que implica na economia de recursos naturais e de energia, geração de renda e emprego e reaproveitamento.

Os trabalhos também envolveram a comunidade tapejarense em parceria com JCI, os dois grupos de Escoteiros e o Leo Clube.

Prêmio Gestor Público

Criado em 2002, o Prêmio é promovido pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Tributária do RS (Sindifisco) e pela Associação dos Fiscais de Tributos Estaduais do RS (Afisvec), em parceria com o Parlamento. Os objetivos são incentivar a melhoria da gestão pública e o uso de metodologia nas prefeituras, estimular iniciativas inovadoras e destacar programas municipais que apresentam resultados positivos para as comunidades.

Os avaliadores recebem treinamento e percorrem o Estado para conhecer os projetos inscritos, que neste ano destaca o tema "Educação". No dia cinco de setembro, os avaliadores do PGP iniciaram as apresentações dos projetos avaliados. Mais de 160 projetos, de 73 municípios, estão concorrendo. Os vencedores serão conhecidos no dia 13 de novembro e a premiação será concedida na Assembleia Legislativa.

Acisat ainda apura prestação de contas da ExpoTapejara

A Acisat realizou, na noite do dia 25 de setembro, uma reunião-jantar no Clube Comercial, com o objetivo de prestar contas da ExpoTapejara 2012.

De acordo com as informações apresentadas naquele dia, os lucros do evento somavam pouco mais de R$ 3 mil reais. Porém, no fechamento desta edição, a diretoria da Associação informou que as planilhas apresentadas ainda estão sendo concluídas, e este valor pode sofrer alterações.

Embora, a ExpoTapejara tenha sido confirmada como um sucesso, o resultado final dos números não deixou a diretoria e a comissão organizadora satisfeitas. O prejuízo maior é associado à realização dos shows, que não tiveram o público esperado.

De acordo com o presidente da comissão organizadora, Claúdio Bée, algumas mudanças na organização do evento podem ser estudadas pela comissão que cuidará da próxima edição.

Com o objetivo de avaliar a satisfação dos expositores, foram distribuídos cerca de 120 questionários. A maioria dos itens abordados tiveram como resposta: "bom" e "muito bom". Com ressalva para o estacionamento, onde 23% respondeu regular. "Acreditamos que seja em função do preço cobrado", avalia Marcelo Zanchetta, da comissão. Outro dado interessante é que 95% dos expositores disseram que pretendem voltar a expor na ExpoTapejara.
 

Prefeitos se mobilizam contra a crise

O cenário atual das finanças municipais não está dos melhores. Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, pelo menos 74,8% dos prefeitos das cidades brasileiras não conseguirão realizar o devido fechamento das contas de seu mandato. Durante quarta-feira (10), prefeitos, incluindo o prefeito de Carazinho, Aylton Magalhães, estarão reunidos no Senado Federal em Brasília para avaliar a conjuntura financeira do final do mandato, em razão da crise financeira dos municípios.

Segundo o secretário da Fazenda e Arrecadação, Sílvio Schneider, a receita está sofrendo um déficit em relação à previsão orçamentária. "Para cada ano se faz uma previsão de orçamento com crescimento da economia em cerca de 5%. Porém, esta estimativa não se constatou. Hoje o crescimento representa apenas 1%, e isso significa a diminuição da arrecadação de impostos", informou Schneider.

De acordo com o agente de Planejamento Orçamentário do Município, Daniel Schu, o aumento de obrigações, em especial nos últimos oito meses de mandato, e a tendência de quedas nos repasses, que devem continuar pelo menos até o final do ano, tendem a aprofundar a crise

Os reflexos da crise econômica mundial começam a afetar a arrecadação da União e, consequentemente, as transferências para Estados e Municípios. Segundo Schneider, a base do orçamento é calculada em função da arrecadação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que somam, basicamente, valores de arrecadação em imposto de renda e imposto sobre produtos (IPI). "A diminuição da arrecadação de impostos também reflete na nossa receita, pois estes valores são repassados para o município através do governo federal", afirmou Schneider.

Dois são os principais fatores que contribuíram para esse decréscimo na arrecadação do FPM: a revisão negativa do PIB e as desonerações tributárias. "Inicialmente o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) estimou crescimento de 4,5% no PIB, porém este número hoje é de apenas 2%. Segundo estudos do Instituto, para cada queda de 1% no PIB, as receitas sobre lucro tendem a cair de 2% a 3%", apontou Schu. As isenções e redução de impostos também contribuíram para a queda de arrecadação municipal. Com a crise financeira e o péssimo desempenho das indústrias no PIB, o governo criou mecanismos para fomentar o setor, como a redução de IPI. "O governo ainda ampliou a redução para vários setores da economia e também prolongou os prazos, prejudicando muito os municípios, pois 55% da receita proveniente do IPI pertencem a Estados e Municípios", enfatizou Schneider.

A contribuição do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) também agravou a crise dos municípios do Rio Grande do Sul. Conforme a Lei 11.783 de 2008, o piso da educação deve ser corrigido utilizando-se o mesmo percentual de crescimento do valor mínimo anual por aluno (referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano). Segundo Schu, essa variação foi de 22% em 2012, enquanto a arrecadação do Fundo no Estado, acumulado até agosto, superou somente 6,8% se comparado com o mesmo período do ano anterior. "Houve um grande impacto financeiro, efeito do aumento do piso do Magistério e arrecadação do Fundeb inferior ao fixado pelo Ministério da Educação, tendo o município que arcar com o pagamento desse acréscimo salarial", declarou.

Providências

Será um grande desafio para as prefeituras entregar as contas públicas em dia para a próxima administração. "A dificuldade está sendo grande, e por isso vamos ter que tomar algumas medidas para conter as despesas e deixar equilibradas as contas do município", relatou o secretário da Fazenda. Departamento de contabilidade, planejamento e orçamento estão buscando opções para reduzir os gastos nestes últimos meses de administração. "Cabe ao prefeito tomar as decisões de controle de gastos, mas os setores administrativos estão sugerindo alternativas, avaliando opções de redução de gastos, como corte nos recursos ainda não comprometidos, em materiais de consumo, energia, água, luz, telefone e despesa de horas extras com pessoal. Vamos ainda trabalhar com o aumento da arrecadação", disse Schneider.

O período eleitoral também influenciou para que a crise estourasse apenas agora. "Este cenário foi deflagrado ainda no 2º bimestre, mas é compreensível que o gestor não queira reduzir os gastos públicos em pleno andament
o do pleito. Dessa forma, a diminuição dos gastos deve ser amortizada num período menor e contar com ações mais drásticas e incisivas", comentou Schu.

Reunidos em Brasília, os prefeitos farão uma mobilização para que o governo ofereça uma compensação do que o município deixou de arrecadar. "A difícil realidade financeira que se apresenta neste segundo semestre é mais grave por ser este um ano de encerramento de mandato. Em decorrência da Lei de Responsabilidade Fiscal há a necessidade de fechamento de contas. Acredito que, embora a adversidade, existem condições de atendimento às imposições da Lei Fiscal", avaliou Schu.

Casa Rosa completa 1 ano em Tapejara

O Centro Municipal de Referência à mulher chamado de Casa Rosa completou na segunda-feira, dia 01, um ano de existência. Para comemorar, autoridades, agentes de saúde e a comunidade se reuniram na Casa de manhã para comer um pedaço de bolo, no qual foi doado por Marta Barizon. Durante a tarde as mulheres que procuraram a casa tiveram atividades de maquiagem, manicure, exame de diabetes e verificação de pressão.

A coordenadora da Casa Rosa, Mariana Barizon ressaltou sua felicidade neste um ano, no qual conseguiu junto com sua equipe resolver vários problemas que mulheres trouxeram até ela. "Foram mais de 540 atendimentos feitos na casa, fazendo a diferença na vida dessas pessoas", assegurou.

A vice-dama do município, Rosane Faedo Merotto, também destacou que a casa foi feita pensando na mulher. "Tivemos a necessidade de ter um lugar específico para ajudar as mulheres que eram maltratadas", contou . Rosane também falou do Outubro Rosa que começa a partir de hoje e terá atividades específicas para as mulheres. No ano passado foram realizados mais de 500 exames de mamografia devido a este evento que busca a prevenção e o cuidado em geral.

A primeira dama do município, Kuky Menegaz, foi a principal defensora de se ter um lugar voltado para a mulher. "Criamos e construímos essa ideia de dar mais auxílio às mulheres tapejarenses que passavam por situações difíceis. Hoje com certeza esta casa está dando esse auxílio, também é um exemplo para toda região", falou. Kuki também parabenizou todas as pessoas envolvidas na Casa e também falou sobre o Outubro Rosa, na prevenção do câncer de mama. "Sempre temos que ficar alertando as mulheres para que façam os exames e se previnam", frisou.

A secretária interina da Saúde, Daniela Girardi, destacou que a Casa e a Secretaria estão sempre trabalhando em conjunto. Também ressaltou que no inicio tinha fila de espera para fazer a mamografia e hoje está sobrando vagas. "Alcançamos muito sucesso através do Outubro Rosa", afirmou.

Segundo o vice-prefeito no exercício do cargo de prefeito, Vilmar Merotto, o maior crescimento, do poder público é o crescimento social, das pessoas, aonde a administração pode auxiliar no crescimento das indústrias e de mais empregos. "Foi um trabalho muito importante desenvolvido neste ano para a mulher. Neste mês será intensificado o trabalho para que todas as mulheres façam os exames preventivos", disse.


Outubro Rosa

O Outubro Rosa é uma campanha mundial que recebe pela segunda vez a adesão de Tapejara.

Ele visa chamar a atenção para uma grave doença: o câncer de mama. Tem como objetivo principal divulgar a prevenção e os perigos do câncer de mama, enfatizando a importância das mulheres fazerem o diagnóstico precoce, através de exames. Como símbolo de que a cidade aderiu a campanha a comunidade está usando camisetas cor-de-rosa feitas no ano passado exclusivamente para este fim.

Esta campanha está sendo realizada pela Prefeitura Municipal de Tapejara, Secretaria da Saúde, Câmara de Vereadores, Conselho Municipal de Saúde, e conta com o apoio da ACISAT, EMATER, Lions Clube Tapejara Mulher, Rotary Clube e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais.


Programação Outubro Rosa 2012

12 de outubro – Evento com distribuição de informativos à mulher.

Local: Praça Lucélia Poletto

13 de outubro – 20h Encontro Regionais de Corais.

Local: Centro Cultural José Maria Vigo da Silveira. Entrada Gratuita.

17 de outubro – 20h Palestra com a Dra. Miriam Mânica Fontana, com desfile de perucas ancológicas – Rotary.

Local: Centro Cultural José Maria Vigo da Silveira. Entrada Gratuita com distribuição bótons alusivos a campanha a campanha Outubro Rosa.

21 de outubro - Mateada na Praça Lucélia Poletto, com distribuição de informativos à mulheres. Disponibilizaremos erva-mate e água quente.

27 de outubro – 15h Palestra com Magna Regina Tessaro Barp.

Local: Centro Cultural José Maria Vigo da Silveira. Entrada Gratuita com distribuição bótons.

16h – Coquetel AABB Comunidade.

Local – Salão da Terceira Idade. OBS: Ingressos para o coquetel com equipe AABB Comunidade e na Casa Rosa.

31 de outubro – 20h caminhada luminosa com saída do monumento alusivo a campanha Outubro Rosa com chegada na Praça Silvio Ughini.

Assembleia marca os 24 anos da cooperativa Sicredi Altos da Serra

Aconteceu na quinta-feira, 27 de setembro, em Sananduva, a Assembleia Geral extraordinária da Cooperativa Sicredi Altos da Serra. Estiveram presentes Diretoria, Coordenadores de Núcleos, Conselheiros e colaboradores.

Na oportunidade foi comemorado o 24º aniversário da cooperativa, e para marcar esta data, a Sicredi trouxe para palestrar aos presentes o Gerente de Educação Cooperativa da Fundação Sicredi, Marcos Alexandre Schwingel. Marcos falou sobre a importância da função do coordenador de núcleo para a cooperativa, bem como a grande necessidade dos associados acompanharem o desempenho da cooperativa sugerindo propostas para a melhor gestão e desenvolvimento. "O começo de tudo sem dúvida é a educação, e no Sicredi não é diferente, por isso temos que formar os associados conversando e entendendo as questões do dia a dia. Temos que explicar e discutir a nossa empresa, para que juntos possamos fazer uma gestão participativa," garantiu Schwingel.

Para o presidente da cooperativa, Mario Antônio Maurina os coordenadores de núcleos são os verdadeiros representantes dos associados, por isso devem estar em constante contato na gestão da cooperativa. Ainda segundo ele, são os associados que fazem a cooperativa crescer e que são os responsáveis pelos anos de conquistas. "Queria agradecer todos que, de uma forma ou de outra, participaram da construção da vida do Sicrei Altos da Serra nesta caminhada," Comentou.

Com mais de 2,1 milhões de associados, o Sistema de Crédito Cooperativo Sicredi opera com 113 cooperativas de crédito e mais de 1,1 mil pontos de atendimento em 10 Estados. No Rio Grande do Sul, o Sicredi está presente em 90% dos municípios e é a instituição financeira com a maior rede de atendimento do Estado.
 

Estado perde verba destinada ao Presídio de Passo Fundo

Após permanecer durante sete anos à disposição do governo estadual, o recurso de R$ 8 milhões, destinado para a construção da nova penitenciária de Passo Fundo, retornou aos cofres da União por omissão e inércia do Estado. As obras estão paralisadas desde junho do ano passado, em razão de irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Em quase uma década, apenas 7% do projeto, elaborado para aliviar a superlotação do atual presídio, saiu do papel.

Quem passa pela BR 285, entre Passo Fundo e Carazinho, encontra apenas o galpão construído para abrigar os funcionários. A base de concreto está tomada pelo matagal. Pelo projeto, a penitenciária teria capacidade para abrigar 324 detentos. Uma necessidade que passou a ser discutida a partir de setembro de 2004, quando o Ministério Público Estadual decidiu interditar o presídio regional, devido à superlotação e condições precárias do prédio. O recurso foi liberado no ano seguinte, e o contrato assinado em 2006, durante a administração do governador Germano Rigotto. Desde lá, pelo menos três licitações foram anuladas.

Para o promotor de justiça, Marcelo Pires, a obra somente não foi concluída por "incompetência do Estado". Ele definiu como ‘inadmissível’, o fato de o Estado perder uma verba de R$ 8 milhões. O contrato da União com o Estado teria sido rescindido dia 1º de agosto. "Começaram a obra sem autorização do órgão gestor que é a Caixa Econômica Federal. Tinham de ter apresentado o projeto antes de começar a construção. Também deixaram de cumprir determinações do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Usam a desculpa de que não há recursos para novas obras, e quando eles existem, o desperdiçam desta maneira" critica o promotor. Além de perder a verba, a situação teria gerado um prejuízo de aproximadamente R$ 1,4 milhão ao erário público. Pires disse não ter recebido informação se este valor se refere ao município, Estado ou União.

O Ministério Público Estadual recebeu cópias da documentação encaminhada pelo Ministério Público Federal para apurar os responsáveis pelo prejuízo. "Como envolve as administrações de três governadores (Rigotto, Yeda Crusius e Tarso Genro), a documentação será entregue para análise do procurador geral de justiça, Eduardo de Lima Veiga" afirma. A intenção é saber se houve violão do princípio de eficiência e omissão por parte do gestor público.

O promotor disse que, tanto a busca do recurso na União, como a área cedida pela prefeitura municipal, foram iniciativas do Ministério Público e do judiciário de Passo Fundo. " A única função do Estado era executar a obra. Tinha dinheiro e o local para isso, e não o fizeram. Não se empenhou porque não correu atrás. Ficou em uma situação confortável. Recebeu tudo de mão beijada" estou muito chateado e indignado com essa situação" revelou. Além dos R$ 8 milhões da União, o Estado entraria com uma contrapartida de R$ 2 milhões.

Estado anuncia obra com recursos próprios

A assessoria de comunicação da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) informou ontem à tarde, que o governo vai realizar a construção da penitenciária com recursos próprios do Estado. O primeiro passo será a elaboração de um novo processo licitatório para definir a empresa responsável pela obra. A assessoria disse ainda que o contrato com a empresa que iniciou a obra precisou ser cancelado, em junho do ano passado, por irregularidades apontadas pelo TCU.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Instituto Amici lota Centro Cultural com palestra de Shinyashiki

 
O mau tempo não impediu que centenas de pessoas comparecessem ao Centro Cultural de Tapejara, na noite de terça-feira (18) para assisitir à palestra "A Revolução dos Campeões", ministrada por Roberto Shinyashiki. O evento foi aberto pelo palestrante Ronan Mairesse, que faz parte da equipe de Shinyashiki e, durante cerca de 30 minutos, conduziu dinâmicas e temas relacionados ao sucesso nas organizações e famílias.

A diretora do Instituto Amici, Dra. Mirian Mânica, falou sobre a importância de trazer um palestrante conhecido mundialmente para Tapejara. "É um desejo antigo que realizo hoje. Desde que conheci o Shinyashiki penso em trazê-lo, pois nem todos têm condições de viajar para vê-lo em outros lugares. Espero que vocês tirem o maior proveito desta noite", disse.

Para um público composto por empresários e pessoas atuantes em diversos segmentos de Tapejara e mais 20 municípios da região, além de estudantes que assistiram a palestra através de teleconferência, Roberto Shinyashiki falou por cerca de 1h30 e ao final foi aplaudido em pé. Deixou claro que as empresas precisam de profissionais que têm a força de superar os desafios e realizar metas. São os campeões que criam a coragem de superação. Enquanto os perdedores dão desculpas e reclamam das suas dificuldades os campeões decidem, planejam e realizam.

Roberto Shinyashiki tem influenciado toda uma geração de administradores do nosso país. Por isso, é um dos nomes mais requisitados no meio empresarial, fazendo palestras, conduzindo seminários e convenções, no Brasil e no exterior.

Sua formação como médico psiquiatra, com pós-graduação em Administração de Empresas (MBA – Universidade de São Paulo) e doutorado em Administração e Economia (Faculdade de Administração e Economia – USP), embasa todo seu trabalho e o tem levado a conhecer e entender como ninguém a base fundamental de qualquer empresa: o ser humano dentro das organizações.

Sua experiência como empresário, à frente da Editora Gente, lhe dá o conhecimento prático de quem convive com os desafios diários de um executivo. Consultor e orientador de altos executivos de empresas dos setores público e privado, ministros de estado, governadores, prefeitos e personalidades de destaque em nosso meio, Shinyashiki é um profundo conhecedor dos dilemas e dos desafios do dia a dia desses profissionais.

Conferencista de renome internacional, já se apresentou para todos os tipos de plateias, como equipes nacionais de esportes, entidades privadas, convenções empresariais, ambientes acadêmicos e megaeventos.

Estudioso apaixonado, mantém-se em constante aprimoramento, através de cursos de especialização nos EUA, na Índia, na Europa e no Japão. Participa regularmente de congressos mundiais de desenvolvimento e treinamento de recursos humanos.

Escritor reconhecido nos meios empresarial, acadêmico e popular, é autor de diversos best-sellers, dentre eles: Sem Medo de Vencer; A Revolução dos Campeões; O Sucesso É Ser Feliz; Os Donos do Futuro; Você, a Alma do Negócio; O Poder da Solução; Heróis de Verdade; Tudo ou Nada e Os Segredos dos Campeões, tendo vendido mais de 6 milhões de exemplares. É colaborador de inúmeras revistas, jornais e sites no Brasil e no exterior e participa com frequência de programas de rádio e TV.